19/12/2019 às 15:44

Artigos do Presidente Queiroz são destaque na imprensa

Jornal O Dia abriu espaço para opinião sobre os bons resultados na economia fluminense
Divulgação Jornal O Dia abriu espaço para opinião sobre os bons resultados na economia fluminense

Os bons resultados da economia no estado do Rio de Janeiro e no Brasil ao longo do ano e, uma expectativa muito positiva para os negócios no Natal, inspiraram dois artigos do presidente Antonio Florencio de Queiroz Junior, veiculados recentemente no jornal O Dia.   

Nas publicações, o presidente da Fecomércio RJ destaca que, a produção brasileira registrou, no trimestre encerrado em setembro, crescimento igual a 0,6% frente ao trimestre imediatamente anterior, portanto acima das taxas verificadas no primeiro e segundo trimestres deste ano (0% e 0,4%, respectivamente). Em termos anualizados a economia cresce, portanto, a 2,5%.

Na opinião do empresário, a redução da inflação, por sua vez, permitiu que tanto o Banco Central quanto o Governo Federal adotassem medidas de estímulo ao consumo privado (redução da taxa de juros, liberação dos recursos do FGTS e o pagamento de décimo terceiro aos beneficiários do Bolsa Família). Não é à toa, portanto, que o consumo e investimento lideram hoje o crescimento do PIB nacional.

Além disso, a chegada do final do ano também representa para os trabalhadores um importante incremento na sua renda, com o pagamento do décimo terceiro salário. Estudo do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) mostrou que 49% dos fluminenses, ou seja, 6,2 milhões pessoas em todo o estado do Rio de Janeiro, receberão essa gratificação.

Outro aspecto positivo para a economia fluminense é a expectativa de compras para o Natal, data mais importante do varejo. Análise do IFec RJ mostrou que 61% dos entrevistados pretendem comprar presentes na data, porcentagem que corresponde a 7,8 milhões de pessoas.

Os textos reforçam o compromisso da Fecomércio RJ com o desenvolvimento do estado do Rio de Janeiro em prol de um melhor ambiente de negócios e do bem-estar social da população fluminense.