07/11/2019 às 14:30 - Atualizado em 07/11/2019 às 14:57

Fecomércio RJ, Firjan e ABINEE promovem seminário sobre logística reversa

Evento apresentou um panorama sobre Acordo Setorial de Eletrodomésticos e suas implicações para a indústria, comércio e sociedade civil
Divulgação/Firjan Evento apresentou um panorama sobre Acordo Setorial de Eletrodomésticos e suas implicações para a indústria, comércio e sociedade civil

A Firjan, a Fecomércio RJ e a ABINEE (Associação Brasileira Indústria Elétrica Eletrônica) realizaram, no dia 06 de novembro, o seminário “Logística reversa de eletroeletrônicos”. O objetivo do evento foi esclarecer ao setor empresarial fluminense os detalhes do Acordo Setorial Nacional de Logística Reversa de Produtos Eletroeletrônicos, assinado no último dia 31 de outubro, em Brasília (DF).

Henrique Mendes, representante da ABINEE, apresentou o primeiro painel do dia e dividiu com os presentes uma linha do tempo com o histórico das conquistas do Acordo Setorial, desde sua elaboração até sua assinatura. Mendes expôs também o trabalho da Green Eletron, instituição criada para gerir a logística reversa de equipamentos eletroeletrônicos.

No segundo painel, a especialista em meio ambiente da Firjan, Carolina Zoccoli, falou sobre as implicações desse movimento para o setor industrial e a cadeia produtiva. Em seguida, foi a vez de Vinicius Crespo, especialista em meio ambiente da Fecomércio RJ. Crespo apresentou as implicações legais da implementação do Acordo Setorial de Eletrodomésticos para os comerciantes e explicou como o setor pode se preparar para as implicações da logística reversa de eletrônicos. 

No quarto painel, o diretor da Cooperativa Popular Amigos do Meio Ambiente LTDA (Coopama), Luiz Fernandes, mostrou sua perspectiva sobre o Acordo Setorial de Eletrodomésticos e falou sobre as diferenças entre a atuação dos comerciantes e das cooperativas de recicladores. Por fim, os palestrantes se uniram para um debate final respondendo as dúvidas da plateia sobre o tema.

Primeiro debate público realizado após a assinatura do documento, o evento recebeu representantes do comércio, da indústria, das universidades e de diversos setores da sociedade civil.

A Logística Reversa de Produtos Eletroeletrônicos é uma obrigação legal trazida pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010). O acordo determina as responsabilidades dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de equipamentos de uso doméstico, comercializados para pessoas físicas. Apresenta também a meta de destinação final adequada (preferencialmente a reciclagem) proporcional ao volume dos produtos colocados no mercado nacional.