21/01/2019 às 12:00 - Atualizado em 28/01/2019 às 12:14

Governo do Estado apresenta na Fecomércio RJ propostas para retomada do crescimento

Governo do Estado apresenta na Fecomércio RJ propostas para retomada do crescimento
Francisco Wesley Governo do Estado apresenta na Fecomércio RJ propostas para retomada do crescimento

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Lucas Tristão, apresentou na sexta-feira (18/01), no auditório da Fecomércio RJ, acompanhado do governador Wilson Witzel, propostas de sua pasta para a retomada do crescimento da economia fluminense. Estavam presentes, além do presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, autoridades do governo e parlamentares. 

O secretário sintetizou as metas da secretaria: “o ponto focal do desenvolvimento econômico do Rio de Janeiro há de ser o crescimento orgânico da economia do estado, com a atração de novos investimentos e ampliação dos projetos empresariais aqui já estabelecidos. Isto resolverá dois dos nossos maiores problemas: o desequilíbrio fiscal e o desemprego, através do incremento da arrecadação e a potencialização de geração de emprego e renda”, afirmou. 

Lucas Tristão disse, ainda, que o Rio está de portas abertas para receber novos investimentos e considerou urgente a necessidade de revisão da política de benefícios fiscais, invertendo a lógica das duas últimas décadas. “Não são os incentivos fiscal e financeiro que viabilizam os negócios, são os negócios que viabilizam os incentivos. As nossas empresas têm que ser naturalmente competitivas”, concluiu o secretário.

O governador Wilson Witzel destacou a necessidade de maior autonomia dos estados e redução da burocracia para alavancar os empreendimentos em infraestrutura e elevar os investimentos. “É preciso rever o pacto federativo. Hoje existem amarras burocráticas que estão impactando no desenvolvimento econômico do Brasil. O que precisamos é destravar essas amarras e fazer com que nossos estados tenham mais autonomia”, disse o governador.
 
O barateamento do custo para novos empreendimentos do Rio de Janeiro também é uma preocupação do governo do Rio. Esse desafio vai ser enfrentado com a atração de projetos estruturantes e de logística. Para viabilizar isso, Lucas Tristão anunciou que o Governo do Estado já apresentou ao Congresso Nacional proposta para permitir que os Estados também explorem diretamente, por meio de concessões, portos, aeroportos, ferrovias e energia.

Outra meta revelada pelo secretário é a diminuição da taxa de mortalidade dos PMIs (Procedimentos de Manifestação de Interesse), que no Brasil, hoje, gira em torno de 92%. O compromisso com a modernidade também é, segundo ele, uma prioridade do Rio de Janeiro.
 
No palco, acompanharam a apresentação do secretário Lucas Tristão, além do governador Wilson Witzel e do presidente do Sistema Fecomércio RJ, o superintendente do Sebrae RJ, José Domingos Vargas, e o vice-governador Cláudio Castro.