26/02/2021 às 11:10 - Atualizado em 03/03/2021 às 11:14

INFORME LEGISLATIVO DIÁRIO | 26/02/2021

INFORME LEGISLATIVO DIÁRIO | ANO 02 - NÚMERO 008 - 26/02/2021

 

FÓRUM DA ALERJ DEBATE NEGÓCIOS DE IMPACTO E NOVAS TECNOLOGIAS NO PÓS-PANDEMIA

 

Transformação social e conscientização socioambiental são aspectos que definem o que são os negócios de impacto social. Nesta quinta-feira (25/06), o Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico promoveu a sétima roda de conversa com Mulheres de Impacto para falar sobre os desafios desses negócios no pós-pandemia. O encontro foi transmitido ao vivo no canal do Fórum no Youtube e contou com a participação da designer e CEO da Badu Design, Ariane Santos, e da educadora popular do curso Escola Saberes Comunidade, Ana Paula Sales.

A designer Ariane Santos falou sobre a experiência do projeto durante a pandemia e das estratégias de ação criadas nesse período. “A chegada da pandemia foi um choque que rendeu uma reflexão muito grande sobre o que poderíamos fazer. Logo no início, nós reunimos nossa rede de costureiras e conseguimos produzir mais de 25 mil máscaras. Essa iniciativa possibilitou que 35 mulheres pudessem trabalhar e levar recursos para suas famílias”, contou a designer. A Badu Design é um negócio de impacto socioambiental que investe na capacitação e desenvolvimento de mulheres em situação de vulnerabilidade e que reaproveita materiais têxteis descartados para produção de produtos sustentáveis.

Já a educadora Ana Paula Sales destacou os desafios trazidos pela pandemia para alcançar moradores de periferia e pessoas em vulnerabilidade social. “Nós precisamos nos reinventar e pensar em uma metodologia de ensino voltada para as plataformas digitais. Nós fizemos muitas parcerias pedagógicas e muitas ações humanitárias também, porque não adianta oferecer o ensino para alguém que está com fome. O trabalho em rede foi essencial para que sobrevivêssemos”, contou.

E apesar dos desafios muitas novidades surgiram e possibilitaram novos caminhos para os projetos de impacto social. Uma das iniciativas da Badu Design foi a produção da Badu Box, uma caixa que reúne diversas atividades manuais. “Esse produto é importante por reunir produções de diversas artesãs e artistas e por possibilitar uma experiência de reconexão e paciência para quem adquire”, explicou. A caixa conta com um tear de madeira, necessaire, essências produzidas por empreendedoras de outros projetos e artes feitas por artistas locais. “Todos os produtos conversavam com as pessoas, cada produto tinha um propósito”, ressaltou.

 

Novas Tecnologias

No cenário pandêmico as ferramentas digitais foram essenciais para a sobrevivência dos projetos e o fortalecimento das redes de apoio. A educadora destacou que as parcerias foram fundamentais para inserir essas novas ferramentas no cotidiano educacional dos alunos. “Nós conseguimos fazer oficinas para que as pessoas pudessem aprender a usar essas ferramentas digitais. É a aula antes da aula. Produzimos tutoriais acessíveis para que as pessoas aprendessem a usar o Zoom, o Google Meets e outras plataformas para assistir às aulas da melhor forma possível”, explicou. Para a educadora a tecnologia veio para ficar. “Todo mundo percebeu a importância do professor e abriu um horizonte de novas perspectivas online. Hoje minha perspectiva para o mercado pós-pandemia é de que a tecnologia vai fazer parte da nossa vida. A educação híbrida é a nova realidade”, afirmou.

Ariane Santos também destacou a importância dessas ferramentas para a expansão do negócio, que expandiu as vendas através da loja virtual. “O WhatsApp democratizou geral, né? Utilizamos muito para compartilhar ideias e cursos. O Instagram também foi muito importante para expandir nossas vendas pela loja virtual”, afirmou. Para a Ariane, a pandemia trouxe novas estratégias e formas de atuação. “Hoje entendemos que podemos fazer um elo com organizações de outras cidades e Estados, que podemos levar capacitação para mais mulheres, gerar renda e fortalecer a economia daquele local. Unir quem já está fazendo e também quem quer fazer”.

A roda de conversa faz parte da agenda “Movimento Rio de Impacto”. A iniciativa foi proposta pela Asplande, que coordena a incubadora de negócios sociais Impacta Mulher, junto com a Rede Cooperativa de Mulheres Empreendedoras. O encontro está disponível no canal do Fórum no Youtube e também pode ser acessado pelo podcast Roda de Impacto disponível nas plataformas de streaming.

 

Fonte: Agência da Alerj. Disponível aqui.

 

 

PROPOSIÇÕES APRESENTADAS 

FEDERAL

 

ESTADUAL

 

MUNICIPAL

  • PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 002, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2021 - Altera a Lei Complementar nº 126, de 2013, e dá outras providências (Regulamenta a aplicação da Lei Complementar nº 126 de 26 de março de 2013 e da Lei nº 6.400 de 05 de março de 2013, que instituem a obrigatoriedade de realização de vistorias técnicas nas edificações existentes no Município do Rio de Janeiro).

 

(Para acessar a íntegra da proposição, clique na ementa)

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro

Gerência Jurídica
Endereço: Rua Marquês de Abrantes, 99 – Flamengo
CEP: 22230-060
Telefone: (21) 3138-1264

E-mail: gerencia.juridica@fecomercio-rj.org.br
www.fecomercio-rj.org.br