09/07/2019 às 13:26 - Atualizado em 25/07/2019 às 13:17

Mais da metade dos fluminenses acham necessária alguma reforma no sistema previdenciário

Levantamento também revelou que para 76,3% dos pesquisados aumentar os impostos não é uma saída para o déficit da previdência
Pixabay Levantamento também revelou que para 76,3% dos pesquisados aumentar os impostos não é uma saída para o déficit da previdência

Uma pesquisa do IFec RJ, realizada para a Fecomércio RJ, sobre a Reforma da Presidência apontou que 59% dos entrevistados fluminenses apoiam mudanças no sistema previdenciário. O levantamento mostrou ainda que 52,4% dos analisados concordam, integralmente ou em parte, que a idade para se aposentar precisa aumentar. Nesse quesito, 54,2% dos participantes disseram ser a favor de que o governo estabeleça uma idade mínima. Além disso, 60,1% disseram ser favoráveis de que seja estabelecida, para a mulher, uma idade mínima inferior à do homem.

No entendimento de 66,2% dos pesquisados do estado do Rio de Janeiro, a idade ideal para se aposentar deveria ser igual ou superior a 60 anos. Para 41,5% das pessoas que participaram do levantamento, o tempo de contribuição deveria ser idealmente equiparado para todos. O estudo revelou também que 49,8% acreditam que a aposentadoria prematura gera perda para a previdência.

Quando perguntados sobre quais grupos de trabalhadores deveriam ter as regras de acesso à previdência endurecidas, dois grupos se destacaram: legislador (40,4%) e profissionais do setor público (17%). Quando solicitados para escolher apenas um grupo para ter regras de acesso à previdência social facilitadas, dois segmentos são mais lembrados: portadores de deficiência (29,6%) e professores (17,4%).  

Para 76,3% dos pesquisados, aumentar os impostos não é uma saída para financiar o déficit da previdência.

Para download

Pesquisa Reforma da Previdência - consumidor - maio 2019 | Download