29/08/2018 às 10:56 - Atualizado em 25/09/2018 às 12:02

Intenção de consumo cresce no Rio de Janeiro em agosto

Intenção de consumo cresce no Rio de Janeiro em agosto
Intenção de consumo cresce no Rio de Janeiro em agosto

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) na Região Metropolitana do Rio de Janeiro apresentou alta de 1,2% em agosto, depois de retração de 1,7% em julho deste ano, alcançando 73,2 pontos. Os dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ), apurados pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) apontam crescimento ainda mais significativo, de 21,8%, quando comparado ao mês de agosto de 2017, o que indica distanciamento da percepção negativa das famílias em relação ao cenário de um ano atrás.

grafico_fecomercio.jpg

Entre os sete subitens pesquisados, o que teve maior variação mensal foi a perspectiva de consumo, que cresceu 8,4% de julho para agosto deste ano. O aumento de 2017 para 2018 foi de 31,8%. Para a Fecomércio RJ, a alta nesse dado aponta que a população acredita em melhora no futuro, mesmo com as incertezas em curto prazo.

Em seguida, o item perspectiva profissional apresentou crescimento de 2,8% na variação mensal, e de 24,5% de agosto de 2017 para agosto de 2018. O item renda atual também apresentou ligeira melhora em relação a julho, com alta de 0,3%, o que consolida a visão de melhora entre as famílias, principalmente comparando ao mês de agosto do ano passado, com incremento significativo de 25,4% para o mesmo mês deste ano. 

Outro item com melhora foi o emprego atual, com crescimento mensal de 1,5%, ante julho, e de 12,7% em relação a agosto de 2017, alcançando 101,4 pontos. O item foi o único que ficou acima dos 100 pontos, valor a partir do qual indica grau de satisfação em termos de seu emprego, renda e capacidade de consumo.

Já em relação ao consumo das famílias fluminenses, a perspectiva de compras a prazo apresentou praticamente estabilidade na comparação mensal, com leve queda de 0,1%, porém, ainda com números melhores que em 2017, com crescimento de 15,9% em relação a agosto do ano passado. O nível de consumo atual também sofreu queda, de 1%, em relação ao mês de julho, mesmo com melhora na renda atual. No comparativo anual, no entanto, houve melhora de 26,2%. 

Para a Fecomércio RJ, é possível observar uma melhora geral significativa de agosto de 2017 para este ano, com cenário mais promissor na perspectiva das famílias da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, com maior prudência do consumidor para contrair gastos, especialmente aqueles de longo prazo.

 

Para download

Relatório Fecomércio RJ - ICF Rio de Janeiro Agosto 2018 | Download