10/04/2019 às 18:14 - Atualizado em 18/04/2019 às 18:35

Prejuízo do comércio do Rio com temporal chega a mais de R$ 182 milhões

Pesquisa da Fecomércio RJ nos bairros mais afetados pelo temporal de segunda-feira mostra que 76% dos estabelecimentos foram prejudicados
Pixabay.com Pesquisa da Fecomércio RJ nos bairros mais afetados pelo temporal de segunda-feira mostra que 76% dos estabelecimentos foram prejudicados

Levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec/RJ) aponta que 76% dos estabelecimentos comerciais foram prejudicados pela forte chuva desta segunda-feira (08/04), com prejuízo estimado de cerca de R$ 182,8 milhões.

No comparativo com a tempestade do dia 6 de fevereiro, o percentual de negócios afetados aumentou 11 pontos percentuais e o prejuízo estimado subiu 138%. Vale destacar que nesta pesquisa o número de bairros analisados foi ampliado e, consequentemente, a quantidade de empresários pesquisados aumentou.  

Para 51,4% dos empresários consultados, o estabelecimento foi afetado pela falta de funcionários que não conseguiram chegar ao local de trabalho. Já em 28,9% dos locais houve dano por conta de alagamento do estabelecimento ou depósito. Para 16,9% as avarias na estrutura física atingiram os negócios. Em 14,1% dos estabelecimentos o caminhão com mercadorias não chegou. Entre aqueles que afirmaram ter sido afetados, 64,1% tiveram perda ou queda no faturamento.

A maioria dos entrevistados demorará de um mês (54,9%) até três meses (20,4%) para recuperar o prejuízo. Entre os estabelecimentos afetados, a grande maioria (64,1%) já havia tido prejuízo com as chuvas do dia 6 de fevereiro. Desse total, 56% dos empresários afirmaram ter perdas maiores no temporal do dia 8 de abril e 33% informaram ter tido prejuízo igual nas duas tempestades.  

Foram consultados 354 estabelecimentos comerciais dos seguintes bairros: Alto da Boa Vista, Barra/Barrinha, Rocinha, Jardim Botânico, Copacabana, Barra/RioCentro, Vidigal, Recreio dos Bandeirantes, Urca, Sepetiba, Campo Grande, Grota Funda, Guaratiba e Jacarepaguá/Cidade de Deus, que tiveram maior índice pluviométrico no dia 8, de acordo com medições do Sistema Alerta Rio.

Para download

Impacto da chuva de 08 de abril no comércio | Download