03/07/2018 às 12:43 - Atualizado em 03/07/2018 às 13:10

Queda da meta da inflação pode beneficiar consumidores e empresas

Queda da meta da inflação pode beneficiar consumidores e empresas
Pexels Queda da meta da inflação pode beneficiar consumidores e empresas

O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou neste mês a meta de inflação em 3,75% para o ano de 2021, deixando pela primeira vez desde 2004 a meta abaixo dos 4%. A meta já fora reduzida para os dois anos anteriores, ficando em 4,25% para 2019 e 4% para 2020, ante os 4,5% para este ano de 2018.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ) avalia de forma positiva a confirmação da trajetória de queda da meta. Para a Federação, desta forma é possível acelerar a retomada de investimentos, o aumento do consumo e também da produção, em relação ao que é esperado já para 2019. 

A Fecomércio RJ acredita que a medida pode influenciar a projeção de preços e taxas de juros do mercado, beneficiando diretamente consumidores e empresas, especialmente no cenário de crise pelo qual está inserido o estado do Rio de Janeiro.